XXI Bienal de São Paulo

XXI Bienal de São Paulo

Rico Lins participou (ao lado de Ikko Tanaka, Neville Brody e Roberto Sambonet) do júri que escolheu o cartaz para a XX Bienal de São Paulo.

Cliente


Fundação Bienal de São Paulo

Criado em


São Paulo, 1991

Categoria


Cartaz

Retratando uma banana cortada ao meio, remendada com grampos de metal, a imagem gerou uma grande polêmica que levou, na edição seguinte, à realização de um concurso fechado, para designers convidados.

Dessa vez, o eixo curatorial da XXI BISP foi “O Homem” e o projeto vencedor, criado por Rico Lins, era composto tríptico que propunha a releitura de três esculturas masculinas clássicas. O Pensador, de Rodin, foi impresso no formato cartaz e as estátuas do Discóbolo e de Mercúrio, em cartões-postais. A pré-produção e a seção de fotos feitas em formato analógico pelo espanhol Alejandro Cabrera envolveram grande dose de experimentação técnica e resultados inesperados, como a da foto utilizada no cartaz vencedor e no catálogo da mostra.

Convidado pela revista Guia das Artes para desenvolver uma matéria visual para a edição comemorativa da XXI Bienal, Rico Lins utilizou as imagens dos cartazes que criou para apresentar o projeto ‘Totem e Tambor’, uma reflexão sobre criação, linguagem e tecnologia no início da expansão dos computadores pessoais.

More projects

Rua Campevas, 617

Perdizes - São Paulo - SP

contato@ricolins.com

+55 (11) 3675 3507